blog shbarcelona català   blog shbarcelona français   blog shbarcelona castellano   blog shbarcelona russian   blog shbarcelona   blog shbarcelona   blog shbarcelona   blog shbarcelona
Arte e cultura

As sete maravilhas de Barcelona

Rodrigo
Escrito por Rodrigo

Em nossos tempos de escola, aprendemos que o mundo antigo possuía sete maravilhas. Eram reconhecidas como tais devido à suntuosidade arquitetônica que povoa o imaginário coletivo desde sempre. De todas elas, apenas a egípcia Pirâmide de Quéops resistiu de forma intacta à passagem do tempo.

Neste artigo, não falaremos das sete grandes construções da Antiguidade, mas sim de sete lugares e construções de Barcelona igualmente fantásticos. É possível que nossa seleção seja alvo de algumas discordâncias. Entretanto, a escolha é baseada nos testemunhos de turistas, de todas as partes do mundo, que estiveram ou ainda estão na capital catalã. Neste artigo, ShBarcelona apresenta a lista das sete maravilhas de Barcelona. Mande-nos seus comentários com sua opinião!

Artigo relacionado: Casa Amatller: O modernismo catalão em todo seu esplendor

As maravilhas de Gaudí

Barcelona reúne uma vasta gama de criações arquitetônicas. Requinte, classe e encanto são algumas palavras utilizadas para descrevermos as obras dos melhores arquitetos da história da Catalunha. Veja, a seguir, duas grandes maravilhas de Gaudí:

A Sagrada Família

A Sagrada Família, uma das sete maravilhas de Barcelona

Foto por Pixabay

Gaudí nasceu para ter suas criações transformadas em patrimônios culturais. Assim como outras obras de incomparável magnitude, a Sagrada Família foi reconhecida pela UNESCO como patrimônio universal. A Sagrada Família não é, somente, um produto da genialidade arquitetônica. Trata-se, em sua essência, de um magnânimo templo espiritual. Apesar de estar ligada à fé cristã, a Sagrada Família abre suas portas para a visita de pessoas que professem outras religiões. Em outras palavras, é um centro universal repleto de espiritualidade.

Além do simbolismo que transpira o monumento, chama nossa atenção a geometria, inspirada na natureza, e os efeitos de cores.

O Park Güell

O Park Güell não por acaso foi considerado pela UNESCO, em 1984, patrimônio cultural da humanidade. O maior gênio da arquitetura modernista catalã, Antoni Gaudí, deu a Barcelona a joia que lhe faltava. O Park Güell é uma espécie de jardim encantado com castelos dos contos de fada. As três principais referências do grande parque são a Casa Museu Gaudí (residência onde o arquiteto passou 21 anos), a Plaça de la Natura (cercada pela vegetação) e o banco com formato sinuoso e multicolorido.

Artigo relacionado: A Barcelona de Gaudí

Camp Nou, a maravilha esportiva

O Camp Nou é uma das sete maravilhas de Barcelona

Foto por Visual Hunt

Para ser considerada uma maravilha, uma obra deve reunir beleza, alto grau arquitetônico e história. O Camp Nou é, incontestavelmente, uma dessas maravilhas. No dia 28 de março de 1954, foi posta a primeira pedra do que seria, seis décadas depois, o palco do maior espetáculo futebolístico do mundo.

O estádio do FC Barcelona foi, ao longo de sua história, testemunho de grandes clássicos, decisões de importantes competições e anfitrião de alguns espetáculos musicais. No entanto, pouco informaríamos se nos ativéssemos, somente, à vida esportiva do Camp Nou. O estádio, situado no bairro de Les Corts, possui um tripé que atrai milhões de pessoas anualmente: a FCB Megastore, o Museu e o Palau Blaugrana. Vale a pena, a título de ilustração, a leitura deste artigo publicado pelo diário esportivo catalão SPORT.

As maravilhas do mundo natural

Estar em Barcelona e não sentir-se gosto, é como sofrer em um recinto paradisíaco. Muitos são os lugares candidados a preferidos por grande parte dos moradores e turistas da capital catalã. Porém, há alguns locais que geram em nós uma atração quase sobrenatural. Envolvidos pela atmosfera do mundo natural, escolhemos o Aquàrium Barcelona e o Parc del Laberint d’Horta como representantes da natureza nesta seleta lista.

O labirinto verde

O Parc del Laberint d'Horta é uma das sete maravilhas de Barcelona

Foto por Visual Hunt

O Parc del Laberint d’Horta é um lugar com estilo neoclássico e belo como os Jardins Suspensos da Babilônia. O cenário, altamente inspirador para os amantes da arquitetura, é repleto de obras com linhas e curvas que guardam o toque dos melhores escultores italianos. De fato, os jardins que formam o labirinto foram projetados pelo arquiteto italiano Domenico Bagutti, por volta de 1792.

O gigante marinho

O Aquàrium Barcelona é um oceanário com mais de 80 metros de extensão, reunindo um grande número de espécies marinhas. Além do Oceanari, o maior dos aquários do local, os visitantes podem conhecer as exóticas criaturas dos aquários mediterrâneo e tropical. Outra atração do Aquàrium Barcelona é a oferta de opções de entretenimento para as crianças, que têm a chance de passar uma noite com os temíveis tubarões!

As maravilhas do mundo das artes

Barcelona e arte são inseparáveis. Logicamente, duas imponentes construções do mundo das artes devem aparecer na compilação das sete maravilhas de Barcelona: o Palau de la Música Catalana e o Museu Nacional d’Art de Catalunya.

A arquitetura sinfônica

Por sua bela arquitetura e história, o Palau de la Música Catalana é uma das sete maravilhas de Barcelona

Foto por Visual Hunt

O Palau de la Música Catalana é um espaço para os fascinados pela arquitetura e pela fina música. Assim como outras obras de arte do período modernista, o Palau foi designado pela UNESCO como um dos Patrimônios Mundiais, em 4 de dezembro de 1997. Sua estrutura é preparada para receber as apresentações de música sinfônica mais importantes do cenário artístico catalão e internacional. A Sala de Concerts é o coração do Palau. Além da Sala de Concerts, o público pode assistir a apresentações de menor porte no Petit Palau, um auditório inaugurado em 2004. A Sala d’Assaig de l’Orfeó Català é outro recinto do Palau, preparado para acolher pequenos concertos e palestras.

Artigo relacionado: O Museu do Modernismo de Barcelona

A funcionalidade do Palau de la Música Catalana não é o único requisito para ser considerada uma das maravilhas. A beleza exterior e interior, retratada por vitrais coloridos, mosaicos e clássicas esculturas, fazem da criação de Domènech i Montaner uma jóia rara de Barcelona.

Um símbolo nacional da arte catalã

O Museu Nacional d'Art de Catalunya e sua maravilhosa arquitetura

Foto por Visual Hunt

Poucos museus no mundo aglomeram tantas pinturas de diferentes gerações artísticas como o Museu Nacional d’Art de Catalunya. Inaugurado em 1934 com o nome Museu d’Art de Catalunya, abrigava, inicialmente, artes do período medieval. 61 anos depois, já como Museu Nacional d’Art de Catalunya, acolhia obras dos períodos românico e moderno.

Estruturalmente, o Museu Nacional d’Art de Catalunya pode ser considerada uma arte que abrange outras artes. Localizado na montanha de Montjuïc,  e com uma dimensão total que beira os 50.000 m², o museu possui uma fachada inspirada em elementos arquitetônicos da Catedral de Santiago de Compostela e do Vaticano.

Que outro lugar de Barcelona pode ser considerado uma maravilha?

Avalie este post

Sobre o autor

Rodrigo

Rodrigo

Tradutor, professor de idiomas e redator do portal de notícias Aqui Catalunha, o primeiro em língua portuguesa exclusivamente dedicado à Catalunha.

Deixe um comentário