blog shbarcelona català   blog shbarcelona español   blog shbarcelona français   blog shbarcelona english   blog shbarcelona russian   blog shbarcelona russian   blog shbarcelona   blog shbarcelona
Esporte

Expressões artísticas catalãs – parte 4: o futebol-arte

Rodrigo
Escrito por Rodrigo
Expressões artísticas catalãs – parte 4: o futebol-arte
5 (100%) 1 vote[s]

A palavra arte está ligada à criação. Um bolo de casamento, por exemplo, pode ser considerado uma obra de arte: seus contornos, textura e cores fazem dessa delícia uma das principais atrações do evento de cunho religioso. O conceito de criação artística se expande, portanto, para outros terrenos, quebrando a noção mais tradicional do que entendemos por arte. Com base nessa premissa, chega-se à conclusão de que o termo arte pode, sem dúvida alguma, ser aplicada ao mundo do futebol. Não é raro encontrarmos, por exemplo, textos jornalísticos que abordam o futebol como sendo um espetáculo esportivo. Ao falarmos em espetáculo, logo associamos esse termo às apresentações teatrais, uma das facetas da arte de maior prestígio. Futebol é um espetáculo, logo, uma arte. Existem, porém, artistas mais talentosos que outros. Assim é no futebol, uma das grandes expressões artísticas catalãs na atualidade, e tema deste artigo de ShBarcelona.

Artigo relacionado: História esportiva catalã – parte 1: futebol

A essência do futebol-arte

Pep Guardiola: o treinador catalão uniu o futebol à arte

Foto por Visual Hunt

Tudo que é bonito atrai nossos olhares. Ao assistirmos a um jogo com dribles desconcertantes, jogadas ensaiadas e combinações táticas bem executadas, ficamos com a sensação de estarmos diante de artistas em ação. O futebol-arte é representado pela beleza da técnica individual aliada à impecável troca de passes. Poucos são os times na história considerados praticantes do futebol-arte. Na seleta lista de equipes que possuíam a essência do futebol-arte em suas cabeças e pés, estão a seleção brasileira de 1970 e 1982 e o FC Barcelona à época do treinador catalão Pep Guardiola.

Os campeões mundiais de 70 não apenas possuíam grandes talentos individuais, mas também uma forma de atacar e dominar o jogo que lhes fazia insuperáveis. O maior representante daquela safra campeã foi um dos melhores jogadores de todos os tempos: Pelé.

Entre 2008 e 2011, o Barça de Guardiola, também conhecido como Pep Team, levou a prática do futebol a um outro nível. Eficiência e estética andavam lado a lado. Algumas partidas memoráveis foram as duas goleadas contra o Real Madrid, a vitória contra o Manchester United na final da Champions League (2011), e a esmagadora vitória na final do Mundial de Clubes (2011), contra o Santos.

Artigo relacionado: Principais jogadores brasileiros na história do FC Barcelona

O futebol total do Barcelona

Xavi Hernández, símbolo do futebol total

Foto por Visual Hunt

No prefácio escrito ao livro O Barça: todos os segredos do melhor time do mundo, do jornalista Sandro Modeo, o treinador Renê Simões comparou o futebol do Barça de Guardiola com a eficiência de Usain Bolt e à beleza do jogo de Roger Federer. Acrescenta, ainda, as seguintes palavras: «O Barcelona tem a extraordinária capacidade de destruir os adversários sem deixar nenhuma dúvida sobre quem foi o melhor no jogo, ou de quem pratica o jogo mais bonito e eficiente«.

A filosofia futebolística da equipe catalã foi cultivada pelo treinador holandês Johan Cruyff. Há quase 30 anos, o Barça possui um estilo de jogo fundamentado na posse de bola como elemento necessário para um ataque eficiente e uma defesa sólida. A prática dessa identidade futebolística é exercida desde as categorias de base do clube.

Alguns jogadores da história recente do Barça que representaram o futebol total foram Andrés Iniesta e Neymar – sem deixar de mencionar, obviamente, Messi. Entretanto, o verdadeiro símbolo dessa geração que encantou o mundo futebolístico foi o catalão Xavi Hernández, um dos melhores meio-campistas da história do futebol mundial. Seu posicionamento em campo, bem como sua capacidade para manter a posse da bola e passá-la inteligentemente, lhe fizeram ser conhecido como «o cérebro«.

O que acha sobre o futebol do FC Barcelona?

Sobre o autor

Rodrigo

Rodrigo

Tradutor, professor de idiomas e redator do portal de notícias Aqui Catalunha, o primeiro em língua portuguesa exclusivamente dedicado à Catalunha.

Deixe um comentário