blog shbarcelona català   blog shbarcelona français   blog shbarcelona castellano   blog shbarcelona russian   blog shbarcelona   blog shbarcelona   blog shbarcelona   blog shbarcelona
O que é preciso saber

Requisitos dos bancos para conceder uma hipoteca

dinheiro para compra de imóvel
Rodrigo
Escrito por Rodrigo

Entre comprar um apartamento e alugar um imóvel, muitas pessoas em Barcelona optam pela aquisição definitiva. Sob o ponto de vista econômico, a compra de uma propriedade pode ser bem mais rentável que o aluguel. Na maioria dos casos, porém, é preciso que recorramos a uma entidade bancária para solicitarmos um empréstimo hipotecário, a fim de que tenhamos condições de fazer frente ao elevado custo do imóvel desejado.

Nessas condições, muitas pessoas buscam saber o que os bancos solicitam para que a hipoteca seja concedida. Esse é o tema deste artigo de ShBarcelona.

Artigo relacionado: O que é importante saber na hora de escolher um banco?

O que os bancos lhe pedem para lhe dar um empréstimo hipotecário?

Caso você já tenha escolhido a casa dos seus sonhos, mas precisa solicitar uma hipoteca para poder pagar a quantia dela, é importante ter as seguintes informações em mente para que as chances de que o banco te faça uma concessão sejam maiores.

notas de dinheiro em euro

Foto por Pixabay

  • No momento de conceder uma hipoteca, um dos pontos básicos analisados ​​pelos bancos é se o candidato tem um emprego estável. Isso significa que você deve ter um contrato indefinido e uma certa antiguidade no cargo. Esse é, talvez, um dos pontos mais importantes que o banco leva em consideração.
  • É possível que você não tenha o requisito acima, mas não se preocupe. Caso possua outras propriedades ou dinheiro economizado, ou você tenha alguém para te dar um aval, pode tentar negociar com o banco para que te conceda o empréstimo.
  • Outro fator importante é ter um salário aceitável para o custo da hipoteca solicitada. Ele deve ser alto o suficiente para que a taxa de hipoteca não represente mais do que 30% ou 40% de sua capacidade de endividamento; caso contrário, a entidade financeira negará o empréstimo.
  • Desde a crise econômica iniciada em 2008, em raras ocasiões os bancos concedem 100% da hipoteca de um imóvel.
  • Portanto, o dinheiro que você economizou é um aspecto chave para que o banco aprove o crédito. Sabendo que os bancos, geralmente, concedem até 80% do valor, é necessário ter aproximadamente 20% do preço do imóvel, além de uma quantia para dar conta das demais despesas que esse tipo de transação implica (taxação, cartório, registro de propriedade etc)

Artigo relacionado: É uma boa hora para investir em bens imóveis?

assinatura de contrato de aluguel de apartamento

Foto por Pixabay

  • Em algumas ocasiões, o banco pode considerar que, por alguns motivos, não atendemos aos requisitos necessários para fazer frente à hipoteca e, portanto, pode exigir que apresentemos um aval como garantia em caso de possível inadimplência. É nesse momento que podemos recorrer a um membro da família ou a uma pessoa de confiança que tenha propriedades para que o banco possa cobrar e fazer a concessão do empréstimo. Nesse caso, é preciso que sejam analisados, bem detalhadamente, os riscos dessa negociação para o fiador e seu patrimônio.
  • Para que o banco nos conceda a hipoteca, é muito importante que não tenhamos outras pendências de crédito, como outros empréstimos pessoais ou dívidas.
  • A idade é outro fator relevante. As instituições financeiras exigem que a pessoa que solicita a hipoteca não tenha mais de 75 anos e, logicamente, que seja maior de idade.

Para saber mais sobre solicitação de uma hipoteca, consulte diferentes entidades bancárias pois, embora os pontos apresentados sejam, de um modo geral, os exigidos pelos bancos, algumas delas podem ser mais flexíveis que outras.

Já solicitou uma hipoteca? Que outro conselho você poderia dar?

Avalie este post

Sobre o autor

Rodrigo

Rodrigo

Tradutor, professor de idiomas e redator do portal de notícias Aqui Catalunha, o primeiro em língua portuguesa exclusivamente dedicado à Catalunha.

Deixe um comentário