blog shbarcelona català   blog shbarcelona español   blog shbarcelona français   blog shbarcelona english   blog shbarcelona russian   blog shbarcelona russian   blog shbarcelona   blog shbarcelona
O que é preciso saber

Zonas de Baixas Emissões de gases em Barcelona

Imagem de carros estacionados em rua de Barcelona
Rodrigo
Escrito por Rodrigo

Em 2018, mais de 350 pessoas, na capital catalã, foram afetadas de forma letal pela poluição. A fim de mudar esse trágico quadro, Barcelona apostou em mudança drástica, que entra em vigor neste 1º de janeiro de 2020.

A partir de agora, haverá uma área mais protegida contra os gases poluentes, conhecida como Zona de Baixas Emissões ou ZBE. A nova medida ambiental, aprovada pelo Ajuntament de Barcelona, visa melhorar a qualidade do ar por meio da limitação da circulação dos veículos que mais poluem, a fim de que as emissões de dióxido de nitrogênio sejam reduzidas.

Neste artigo do blog de ShBarcelona, ​​apresentamos as principais informações sobre a nova pauta ambiental.

Artigo relacionado: Os bairros de Barcelona com menos contaminação

Confira as novidades sobre as Zonas de Baixas Emissões em Barcelona

Imagem de rua ao lado do Parc del Port Olímpic, em Barcelona

Foto por Visual Hunt

Barcelona decidiu agir, e implanta uma medida para que seus cidadãos respirem um ar de melhor qualidade, e tenham acesso a uma mobilidade eficiente, segura e sustentável.

Dessa forma, a capital da Catalunha se une a outras cidades europeias que apresentaram e concretizaram iniciativas para proteger a saúde de seus cidadãos. Esse é o caso de Milão, Londres, Paris, Roterdã, Bruxelas, entre outras.

A Zona de Baixas Emissões nas chamadas Rondes de Barcelona compreende uma área superior a 95 km², onde, das 07h às 20h, todos os dias úteis, o tráfego de veículos que mais causam poluição será proibido.

Dessa forma, somente carros que possuam um distintivo ambiental especial patenteado pela Direção Geral de Trânsito poderão circular nessa Zona.

Essa área abrange a cidade de Barcelona e os seguintes municípios: Esplugues de Llobregat, Cornellà de Llobregat, L’Hospitalet de Llobregat e Sant Adrià de Besòs. A princípio, Tibidabo, a Zona Franca, e o bairro de Vallvidrera ficam de fora da região de abrangência da iniciativa.

Artigo relacionado: Curiosidades do distrito de Horta-Guinardó

Imagem de carros passando pela Avinguda Diagonal, em Barcelona

Foto por Visual Hunt

Essas restrições valem para todos os veículos que não tiverem o distintivo, uma identificação que pode ser solicitada em qualquer agência colegiada ou nos Correos.

Na verdade, não é obrigatório deixá-lo colado no veículo, mas deixá-lo à vista vai facilitar bastante o trabalho da Guarda Urbana, que se responsabilizará pelo controle do tráfego na Zona de Baixas Emissões.

No site de ZBE Barcelona, ​​é possível verificar, por meio do número da placa, o tipo de distintivo associado a cada veículo.

Vale a pena destacar que existem certas exceções em relação a veículos de pessoas com deficiência física, de emergência ou serviços médicos ou funerários.

Destacam-se, também, as autorizações temporárias realizadas por meio de um registro. São autorizações que duram entre 24 horas e 10 dias no ano para veículos de serviços especiais.

Esse processo será realizado da forma mais rápida possível. As placas dos veículos serão verificadas por meio de câmeras de vigilância situadas tanto nas entradas e saídas quanto no interior da cidade.

A nova medida ambiental, que entra em vigor no primeiro dia de 2020, almeja limitar a circulação a um número próximo de 50.000 veículos, com uma consequente redução nas emissões de NO² (dióxido de nitrogênio) em 15%.

O que mais você gostaria de saber sobre a Zona de Baixas Emissões em Barcelona?

Avalie este post

Sobre o autor

Rodrigo

Rodrigo

Tradutor, professor de idiomas e redator do portal de notícias Aqui Catalunha, o primeiro em língua portuguesa exclusivamente dedicado à Catalunha.

Deixe um comentário