blog shbarcelona català   blog shbarcelona español   blog shbarcelona français   blog shbarcelona english   blog shbarcelona russian   blog shbarcelona   blog shbarcelona   blog shbarcelona
Mercado imobiliário

Conselhos para comprar uma segunda residência

Casa grande de verão
Rodrigo
Escrito por Rodrigo

Muitas pessoas consideram a possibilidade de comprar uma segunda residência em locais onde costumam passar as férias e, geralmente, alugam algum imóvel. Ter uma casa de verão pode ser sinônimo de status e ótimo poder aquisitivo, mas é sempre importante avaliar nossas necessidades para ver se realmente valerá a pena comprar uma segunda residência. Por isso, neste artigo d ShBarcelona, ​​apresentamos alguns conselhos para comprar uma segunda residência.

Artigo relacionado: Áreas de Barcelona com os aluguéis mais baratos para morar

Faça-se estas perguntas antes de comprar uma segunda residência

Onde eu quero comprá-la?

Casa no campo estilo 'masia'

Foto por Visual Hunt

Esse é um dos pontos que melhor devemos ter esclarecidos: praia, montanha, frio, calor, apartamento ou chalé? Escolher uma zona que nos agrade muito e onde realmente poderemos descansar é básico, ainda que, logicamente, haja a possibilidade de que a propriedade seja vendida.

Outro ponto fundamental na compra de uma segunda residência é conhecer a localização dela. Caso ainda não conheça, é recomendável fazer uma investigação dos bairros mais revalorizados e, se necessário, faça uma visita. Não é bom sermos guiados apenas pelo que o agente imobiliário ou o proprietário nos dizem.

Por quanto tempo quero ficar nesse lugar?

Antes de comprar uma casa de férias nas montanhas ou na praia, você deve ter a certeza de que gosta da região, sabendo que passará boa parte do seu tempo livre no local. Tenha em mente que há uma grande diferença entre estar em um lugar por uma semana durante o verão e, por outro lado, passar vários fins de semana e feriadões lá. Precisamos pensar nisso antes de fazer a compra.

Há comodidade no local?

Antes de nos decidirmos por um lugar, devemos pensar nas vantagens e desvantagens com que podemos nos deparar. Por exemplo, precisamos saber se há supermercados, padarias ou cafeterias por perto, pois, caso contrário, gastaremos muito tempo na busca pelo que estiver faltando. Além disso, a fim de que nos sintamos mais seguros, devemos nos certificar de que, nas proximidades, haja centros médicos, policiais ou de bombeiros.

Artigo relacionado: Conselhos para alugar um apartamento turístico neste verão em Barcelona

É perto o suficiente para que possamos aproveitá-la com frequência?

Casa de férias com flores

Foto por Pixabay

Dependendo da frequência de nossas idas para a segunda residência, precisamos verificar a distância. Caso queiramos passar o fim de semana lá, é importante que seja um local próximo, que possa ser acessado de maneira fácil, para que não precisemos viajar por muitas horas.

Caso contrário, nos cansaremos da experiência, já que, nesse caso, acabaríamos passando mais horas viajando do que descansando.

Vale a pena comprar ou é melhor alugar?

Outro ponto importante é a avaliação do preço da propriedade com base no tempo que pretendamos passar nela. Lembre-se que passar todos os fins de semana na segunda residência é bem diferente de estar nela apenas durante o verão.

Para sabermos qual das duas opções, comprar ou alugar, será mais rentável, precisamos conhecer os preços na região, além de não nos prendermos a apenas uma ou duas possibilidades.

Por último, em caso de ser comprado mas não utilizado, precisamos saber se o imóvel será fácil de ser alugado. Tenha em mente que ele pode ser uma boa fonte de renda, que poderá nos ajudar a amortizar o preço da residência.

E a manutenção?

Além dos custos que já temos com nossa primeira casa, ter uma segunda propriedade significa ter mais despesas. Assim, o preço de de gás, água e eletricidade, junto às despesas com impostos, possível manutenção de piscinas ou de jardins, devem ser levados em consideração e somados aos custos gerais da segunda residência.

Que outra dica você poderia dar a alguém que deseje ter uma segunda residência?

Avalie este post

Sobre o autor

Rodrigo

Rodrigo

Tradutor, professor de idiomas e redator do portal de notícias Aqui Catalunha, o primeiro em língua portuguesa exclusivamente dedicado à Catalunha.

Deixe um comentário