blog shbarcelona català   blog shbarcelona español   blog shbarcelona français   blog shbarcelona english   blog shbarcelona russian   blog shbarcelona russian   blog shbarcelona   blog shbarcelona
O que é preciso saber

Instalar um alarme em casa

Rodrigo
Escrito por Rodrigo

O seu descanso pode ser a oportunidade de trabalho perfeita para pessoas com más intenções. A viagem de férias e a ausência de muitos dos vizinhos que poderiam soar o alarme são a ocasião ideal para que os ladrões invadam nossas casas, e se apoderem dos nossos pertences, trazendo desgosto e prejuízos financeiros. Mais do que perdas materiais, o roubo em nosso domicílio representa a perda de nossa liberdade e intimidade, da nossa fortaleza que pensávamos ser inabalável, além de nos expor à insegurança. Às vezes, as consequências psicológicas causadas pelo delito, ainda que a vítima não esteja presente no momento da invasão, são piores que as materiais: ansiedade, medo de que volte a acontecer, insônia… Neste artigo, ShBarcelona traz dicas sobre instalações de alarme em casa, um maneira efetiva de nos protegermos.

Artigo relacionado: Por que ter um seguro residencial?

Proteção contra o desconhecido

Foto por Pixabay

Os motivos pelos quais decidimos instalar um alarme em casa são múltiplos, mas a base de todos eles é a mesma: a proteção. É comum que as pessoas que possuem mais objetos de maior valor em casa disponham de um sistema de alarme. Pessoas que gozam de um maior prestígio social possuem alarmes não somente para a proteção de seus bens, mas também para a de suas vidas. Ainda que muitos de nós não tenhamos tantos itens de valor que possam ser roubados, temos determinados objetos de valor que, ao serem roubados, podem parar no mercado negro. Entre os vários sistemas de alarme que podemos utilizar para proteger a nossa casa, há os das empresas Securitas Direct e Prosegur. Essas empresas instalam sistemas de proteção com elementos de detecção razoavelmente complexos, dependendo do preço. Os sistemas estão conectados a uma central e com a polícia. Caso o alarme seja acionado, a central entra em contato com o proprietário da residência, mas se não houver uma resposta, a polícia se dirige ao local da propriedade para fazer uma inspeção e, caso seja necessário, ter acesso ao imóvel. O serviço tem um custo regular, geralmente mensal.

Artigo relacionado: O que fazer em caso de sinistro?

Foto por Pixabay

Existem, também, outros sistemas de detecção que não possuem taxas mensais, mas têm a desvantagem de não estarem conectadas com a polícia. São sistemas autônomos que enviam uma mensagem ao proprietário assim que o alarme é acionado. De auto-instalação simples, eles são, na maioria das vezes, bem econômicos. São encontrados em grandes lojas, e possuem modelos bastante variados, desde aparelhos que avisam ao proprietário e emitem um sinal sonoro, até complexos sistemas de segurança que incluem câmeras de visão noturna e ativação / desativação por meio do celular. A efetividade e a complexidade estarão ligadas, inevitavelmente, ao preço do sistema e às necessidades de cada usuário.

Tem algum sistema de alarme em casa? Nos recomenda algum?

Avalie este post

Sobre o autor

Rodrigo

Rodrigo

Tradutor, professor de idiomas e redator do portal de notícias Aqui Catalunha, o primeiro em língua portuguesa exclusivamente dedicado à Catalunha.

Deixe um comentário